Kit Multiplex Painel Respiratório 21 Patógenos

Áreas médicas: Infectologia, Pediatria, Pneumologia

21 Patógenos respiratórios identificados de uma única vez

Teste molecular in vitro para a detecção qualitativa de ácido nucleico em amostras clínicas como auxílio para a avaliação de infecção do trato respiratório.

Patógenos Detectados

  1. Adenovírus humano (HAdV)
  2. Bocavírus humano (HBoV)
  3. Coronavírus humano 229E (Cor229)
  4. Coronavírus humano HKU1 (HKU)
  5. Coronavírus humano NL63 (Cor63)
  6. Coronavírus humano OC43 (Cor43)
  7. Enterovírus (EV)
  8. Metapneumovírus humano A (HMPVA) 
  9. Metapneumovírus humano B (HMPVB)
  10. Mycoplasma pneumoniae (Mpneu)
  11. Parechovírus humano (HPeV)
  12. Rinovírus humano (RV)
  13. Influenza A (FLUA )
  14. Influenza B (FLU B)
  15. Influenza A H1N1 (H1N1)
  16. Parainfluenza humano 1 (HPIV1) 
  17. Parainfluenza humano 2 (HPIV2)
  18. Parainfluenza humano 3 (HPIV3)
  19. Parainfluenza humano 4 (HPIV4)
  20. Vírus sincicial respiratório A (HRSVA)
  21. Vírus sincicial respiratório  B (HRSVB)

Importância do Diagnóstico

As infecções respiratórias agudas são classificadas como infecções do trato respiratório alto ou baixo e são a causa mais comum de morbidade e mortalidade entre pacientes pediátricos no mundo todo. A síndrome clínica mais frequente é o resfriado comum, porém em pacientes com doenças respiratórias crônicas e imunocomprometidos, a infecção pode levar a graves complicações clínicas.

Em geral, a maior parte das infecções respiratórias é causada por vírus, mas também podem ser causadas por bactérias. Assim, o uso indevido de antibióticos prescritos para as infecções virais é muito grande e contribui para o incremento da resistência bacteriana.

As doenças causadas pelos patógenos respiratórios podem cursar um conjunto de sintomas comum e não específico, por essa razão é tão importante a utilização de um teste diagnóstico capaz de identificar o agente. A identificação precisa permite a intervenção clínica precoce e o melhor manejo terapêutico do paciente.

Com uma alta sensibilidade e especificidade, os ensaios moleculares, como a PCR em Tempo Real, têm sido a solução utilizada para a detecção simultânea dos patógenos mais comumente envolvidos em infecções respiratórias.

Vantagens do Diagnóstico Molecular por PCR em tempo Real

A PCR em Tempo Real (qPCR) é uma variação da técnica de PCR (Polymerase Chain Reaction), em que o resultado é visualizado ao mesmo tempo em que ocorre a amplificação da sequência de interesse do DNA, com a capacidade quantificar os patógenos detectados com maior precisão.

  • Tipos de amostra: swab nasal e de garganta, lavado broncoalveolar, escarro;
  • Detecção de 21 patógenos respiratórios realizada com um único teste e única amostra;
  • Diagnóstico rápido e sensível, principalmente se comparado a outras metodologias;
  • Metodologia confiável para o diagnóstico médico;
  • Facilidade na interpretação dos dados;
  • Processamento do teste em até 2h30;
  • Todos os reagentes necessários fornecidos em um único kit;
  • Precisão, especificidade e alto desempenho.

A análise das curvas de amplificação deve ser realizada sempre no Modo Linear. A presença de FLUA, Cor229, HPIV1, HPIV3 e HRSVA/B é indicada pelo aumento do fluoróforo FAM. O aumento do fluoróforo VIC indica a presença de RV, Cor63, HPIV2, HMPVA/B e HPeV. O canal de detecção ROX indica a presença de FLUB, HPIV4, HKU, HBoV, EV e o aumento do fluoróforo CY5 indica a presença de H1N1, Cor43, Mpneu e HAdV.

DOWNLOADS

ORÇAMENTO

Especificação Descrição
Metodologia/Tecnologia qPCR/TaqMan®
Quantidade de Testes 64 testes
Amostras Swab nasal e de garganta, lavado broncoalveolar, escarro
Modelo XG-PR21-MB
Registro ANVISA 80502070034

Preencha os campos e receba as novidades da Mobius em seu e-mail!